15 March 2012

Opinion | Da Moda Lisboa, do povo mesquinho e de pessoas genuínas


Gone Monteiro
(image credits: 1, 2: Oli's Wolrds, 3, 4: unknown)

 
Mostly in portuguese, this is a little rambling about the biggest fashion week at Portugal,
feel free to translate! :)

 
If you don't want to hear my mumbles (I understand why :p), 
enjoy these two images of street style and a little message about this:

 
You know what? Haters are gonna hate.
Say it is too much, say he might as well caught a pneumonia or something.
But to me he looked beyond fabulous and unique.
And, for the little I know about him, true to his beliefs. 
(which is more than you can say about a LOT of people)

 
*******

 
Sim, mais uma vez resolvi mandar para aqui uns filetes de pescada,
porque além de uma cabeça para meter headbands e um corpito para amontoar roupinha,
também tenho boca!

 
Pois bem:

 
Da Moda Lisboa:

 
Como sabem, na semana passada ocorreu a nova edição do evento.
Com grande pena minha, não me foi possível ir.
No entanto, tendo obviamente lançado olhares sobre as colecções e o street style,
gostava de dizer umas coisinhas:

 
Acho que este evento é a melhor altura do ano para se ver 
o melhor e o pior da moda em Portugal.
Se, por um lado, se apresentam tendências e vemos pessoas com um estilo impecável,
num espectro muito alargado, desde o mais vistoso, até ao mais elegante,
por outro lado vemos "famosos" que faziam melhor figura se tivessem ido de camisa interior
(e depois ainda dizem que não entendem porque dão convites a bloggers,
quando estas alminhas da TV portuguesa pouco ou nada percebem de moda)
ou um exagero berrante, nascido da vontade de chocar e ser falado.
Não tenho nada a ver com as escolhas de cada um,
mas quem anda à chuva, molha-se, bem diz o Zé Povo!

 
Do povo mesquinho:

 
Sempre que desço à capital - que adoro visitar -
volto sempre com a convicção de que demoraria um pouco a habituar-me às suas gentes.
De um modo geral (há muitas excepções, claro),
acho que são mais comedidos nas emoções, mais de aparências, mais falsos.
(Atenção que conheço muita gente de Lisboa que assim não é!).
Cá no Norte, acho que há mais calor, mais frontalidade...
Se for preciso enfiar dois "bofardos" nas trombas de alguém que nos faltou ao respeito,
acreditem que a probabilidade de o fazermos é grande.
Não andamos cá na beijoca, aqui, beijoca, acolá, e a fazer vudu nas costas da pessoa.

 
Mas isto não é uma dicotomia Centro/Norte, 
nem estou aqui a professar regionalismos
(até porque sou de Braga e acho que há gente de todas as formas e feitios em todo o lado),
mas é algo que já notei quando fui a este evento
e que, por vezes, me deixa desconfortável.

 
Por outro lado, 
Moda Lisboa é sempre sinónimo de alguns palhaços e palhaças sem Nivea em casa
resolverem mandar uns bitaites sobre o estilo das pessoas,
a dizer que isto é um circo, que nem se percebe se são mulheres ou homens e blá blá blá...
País pequeno este.
Se é certo que alguns se vestem de x maneira para chocar,
a maioria (e aqui defendo a minha classe blogosférica) veste-se porque é assim mesmo.
Claro, escolhemos a roupa com mais algum cuidado,
e talvez façamos algum conjunto mais chamativo,
mas não é falta de genuinidade. 
É ter estilo próprio e ser diferente do rebanho, que é coisa que, em Portugal,
ainda é muito incompreendido (e invejado).

 
De pessoas genuínas:

 
E éis que chegamos à parte mais bonita do post,
as pessoas que, realmente, fazem as coisas por gosto à moda!
Tive oportunidade de conhecer muitas através do blog e destes eventos,
e enche-me de alegria vê-las a moldar as tendências ao seu gosto,
a inovarem, a quererem mais e mais!

 
Acredito que o Gone Monteiro é uma dessas pessoas, 
e foi ele quem mais me cativou em termos de street style nesta edição.
Esteve simplesmente fantástico, com peças únicas - que lhe salientaram a inegável beleza -  
aliadas a uma desenvoltura à parte de aves raras.

 
E sabem que mais? Haters are gonna hate.
Vão dizer que ele pode apanhar uma pneumonia,
que parece uma fada ou que é um show-stalker.
Let them talk.
São elas que não estão seguras na sua própria pele, não o Gone!

 
E tudo o que aqui disse sobre o Gone se aplica a imensas pessoas que por lá vi!
Pessoas que, abrindo-lhes os blogs, se respira autenticidade e originalidade,
sejam minimal ou punk.

 
E por isso mesmo, my dears, tenho esperança na moda neste país.
Porque, por mais que a Sic se ria das nossa figuras, nós somos o futuro!

32 comments:

  1. Falou e falou bem!!! Tens todo o meu apoio. Por favor!Hipocrisias? Não gostam não olham...
    Há pessoas que estavam bem era caladas.


    Nice.
    NADA PARA VESTIR
    Cátia Sousa

    ReplyDelete
  2. palavras mais verdadeiras não podia ler! é verdade que o nosso país é um pouco retrogado que gosta muito de olhar de lado para as pessoas que são assim e assado. acho uma estupidez! somos todos iguais e vimos todos do mesmo rebanho.

    podem dizer o contrário mas somos nós o futuro de Portugal, independentemente de dizerem o contrário. como tu dizes : 'let them talk'.

    beijinhos!
    http://www.moodfashionlove.com

    ReplyDelete
  3. Bem, percebo e concordo com algumas das coisas que disseste. Mas lá está, há pessoas para tudo. E se há pessoas que, apesar de excêntricas, foram fiéis ao seu estilo, muitas delas foram vestidas de forma a só chamar a atenção. Porque é garantido que vão ter câmaras e holofotes apontados. Se são assim no dia-a-dia? Não, não são. Cruzo-me com muitas delas em Lx, num comum dia de semana, e só as reconheço porque já as vi em carradas de ModaLisboa. E a linha entre a excentricidade e o mau gosto pode ser muito ténue. E se não se tiver cuidado, cai-se no ridículo, como muita gente cai naqueles dias.

    ReplyDelete
  4. concordo em grande parte com tudo o que disses-te :) O gone é lindo e uma figura escultural. Mas este ano a edição da Moda lisboa na minha opinião deixou muito a dizer. Acho que muita gente que lá estiva fazia tudo por tudo para aparecer e chamar atenção das cameras! Vi lá cenas que enfim, como por exemplo nos desfiles reparei que grande parte das pessoas pouco se importava para as criações dos nossos designes nacionais.
    Mas sim nós somo o fututo :)

    ReplyDelete
  5. Gostei muito das tuas "postas de pescada" ahaha Gostei de ler uma perspectiva diferente de todas as que já li por cá, e gostei muito do que disseste! Tens razão em muita coisa... Independentemente da terra ou da profissão/hobbie, há sempre quem vá para lá para se mostrar, e há quem vá para lá por gosto. Thats it.

    Adorei :) Beijinhos

    ReplyDelete
  6. Concordo! Até gosto de ver a originalidade e a maneira como muitos se expressam, é simplesmente diferente. Posso não gostar, mas jamais irei criticar, cada um é como é ;)
    E ainda bem que há pessoas destas!

    ReplyDelete
  7. Ahh falaste muito bem!!!
    Não me mete confusão nenhuma ver pessoas (homens/mulheres) com um estilo mais excêntrico, até porque até eu já assim fui (de andar só com uma perna da collant de rede,e cheia de pulseiras e colares de picos,p exemplo). Claro que se vejo uma pessoa com um estilo diferente comento, nâo posso ser hipócrita e dizer que não, mas não critico... Acho que é bonito haver gente diferente, e na minha opinião deveria haver ainda mais liberdade para nis expressarmos através do nosso estilo, porque, infelizmente se eu preciso de trabalhar e for à entrevista vestida digamos,diferente,excluem-me logo, sem querer saber sequer das minhas competências... É triste mas é esta a nossa sociedade... Isto para dizer que comentários desse tipo irão sempre existir enquanto as pessoas forem tacanhas e mente fechada!
    Mas que o rapaz podia ter apanhado uma pneumonia podia ahahah :p

    ReplyDelete
  8. À grande mulher!
    Assino por baixo. :)
    Mas devo repetir, infelizmente o caso do Moda Lisboa dá que falar por ser um evento muito importante mas na realidade vê-se isso todos os dias. Pessoas a olhar de lado, pessoas que fazem comentários nas costas e que por vezes dizem amem e depois é só facadas.
    Seja como for, este pais é assim. Não deixa de me chatear severamente e tu bem sabes o que sofro com isso.
    Por estas e por outras é que este pais está como está.
    Saiu vestido para um editorial de revista? Por amor de Deus! Haja paciência.
    Eu achei-o excelente em todos os pontos, não o conheço de outra maneira mas se um dia me cruzar com ele de calças de ganga não me vou chocar, ele é assim e ponto. Faz o que lhe apetece e não tem medo de ser apontado, ao contrario de muita gente.
    não sou de fazer criticas negativas, quem me conhece sabe disso, critico sempre de uma forma suave e com uma visão positiva. O que quero dizer com isso é que a maioria que faz as criticas negativas querem protagonismo. Essas sim! Já imaginaram o aumento de audiências nesses dias? Pessoas que não viam o telejornal de certeza que nesses dias viram.
    Já viste o caso da Casa dos Segredos?
    Marketing é o que eu lhe chamo. Hoje em dia (à excepções das muito boas) já não se ganha fama nem protagonismo com trabalho feito à maneira antiga mas sim com criticas que de nada são construtivas.

    Não me alongo mais mas por vezes só me apetece mandar tudo às favas!


    Beijinho

    ReplyDelete
  9. Subscrevo tudo o que disseste mas confesso que, apesar de já me andar a habituar, ainda me custa ver pessoas como o Gone a vestirem-se de forma tão feminina. Juro-te, se não visse o nome dizia que era uma rapariga! No entanto, não posso deixar de realçar a extrema originalidade e o bom gosto dele, salientando também aquele cabelo lindo e aquela cara angelical! Mas se é assim que ele se sente bem, que continue a ser ele mesmo! :)

    ReplyDelete
  10. CLAP CLAP CLAP, muitas palmas! ;)
    Nem iamginas o quanto concordo contigo!
    E muitas vezes estou eu a vestir-me ou a comprar uma peça de roupa e penso... será que deve usar isto?, será muito exagerado e toda gente vai comentar?... e acabo por fazer o que gosto, porque sou eu que tenho de gostar de mim mesma e daquilo que uso.
    E assim é no geral. As pessoas que criticam percebem pouco ou nada de moda. Há que se saber ignorar certos tipos de comentários! ;)

    ***

    ReplyDelete
  11. Obrigado pelo apoio Nádia! Concordo com muito do que disseste neste post, senão tudo mesmo. A questão
    é que, como já disse a muita gente, o que está em causa nunca deveria ser vestir-me assim no dia-a-dia ou não. O meu estilo no dia a dia já é bastante arrojado, por exemplo no primeiro e segundo dias levei roupa que usaria perfeitamente num dia normal, de aulas. A do quarto dia sem a headpiece, que não faz tanto sentido num contexto casual, também usaria, tal e qual. A diferença é que aproveitei o evento em questão para fazer um statement, exprimir a minha ideia criativa, principalmente nos dois últimos dias. De certa forma quis transpor o conceito de vestir, e tornar o que tinha vestido mais numa expressão de individualidade do que propriamente de estilo.
    Não, não me vão ver na rua com uma headpiece, mas podem ter a certeza que a excentricidade vai lá estar, e provavelmente vou estar com 60% de peças femininas vestidas. That's who I am, like it or not.

    ReplyDelete
  12. 'Porque, por mais que a Sic se ria das nossa figuras, nós somos o futuro!'

    E aí está, a maior verdade de todas! Adorei Nádia, és uma inspiração :)

    ReplyDelete
  13. Eu vou ser sincera: vi-o na televisão, achei-o um pouco extravagante demais, mas foi o ÚNICO que deu uma razão da maneira como estava a usar o segundo outfit que mostraste : )
    O primeiro não tinha visto e adoro as costas !
    Acho que moda é como tudo na vida, o que eu acho normal ele pode achar aborrecido e so on : ) acho que se tivesse de falar com ele elogiava os pontos que achava necessários mas tbm lhe diria que não era capaz se fosse rapaz de me vestir assim : )

    http://thediariesofmissbad.blogspot.com/

    ReplyDelete
  14. Isso mesmo !!

    http://withlove-fromb.blogspot.com ♥

    ReplyDelete
  15. Um post que diz tudo!!Eu considero muitas das vezes que quem critica por tras e não tem coragem para o fazer na cara da pessoa,deve ter complexo de inferioridade e no seu íntimo queria ter a mesma coragem de ser o que é,sem medo do que os outros vão pensar.Óptimas fotos do Gone,bem a Sandra disse muito bem no Fashion Bleeting,ele é lindo.bjs

    ReplyDelete
  16. Concordo plenamente contigo. Portugal continua um país carregadinho de inveja e com duas palas em cada lado, mas acredito que pessoas genuínas como o Gone e como outras tantas, mudam o país. E também sou da mesma opiniao que tu quanto a algumas pessoas da capital, nao generalizo, mas a maioria sim, ja tive a oportunidade de presenciar cada atitude mais arrogante e rude de superioridade, como se vivessem no centro do mundo. As pessoas do norte sao bem mais calorosas, muito mais. Sendo eu de Aveiro e vivendo de momento em Madrid, posso dizer que os madrileños são bem mais humildes que certas pessoas "da linha" e tudo o que têm a dizer, é na hora sem papas na língua, nao querendo afectar ninguem, sendo Madrid uma cidade muito mais avançada que Lisboa, e sao ambas capitais.

    ReplyDelete
  17. Concordo plenamente! eu estive lá e adorei ver toda a gente, e o gone não foi o "pior". O grupo dele todos os dias vinha vestido com um tema, vinham todos a condizer! notava-se perfeitamente, era como uma mini coleção de seis coordenados! adorei mesmo

    http://turbo-dreams.blogspot.com/

    ReplyDelete
  18. Ora bem...sabes a minha opinião sobre este assunto muito bem. Acho que esta falta de sensibilidade e de proximidade se vive muito por bandas centrais do nosso país! E já que usaste a minha bela expressão das aves raras (oube! Tem direitos de autor :P), não haviam de faltar imensas por entre a mais bela nata de portugueses neste evento de moda...quais araras a grasnar, qual quê? Agora, genuinidade sobra também a muitos :) FELIZMENTE...e apesar da minha perspectiva pessoal da moda masculina ser diferente da do Gone (não usaria aqueles looks, não por achar feio ou aberrante mas por não me encaixar na imagem) continuo a achar que nele surte efeito! Os limites entre género hão-de um dia cair...espero estar lá para assistir! :)

    Beijões repenicados
    João,
    ARTISTICBYFASHION

    ReplyDelete
  19. Falaste muito bem!
    Há pessoas que se dão ao trabalho de criticarem ofendendo os outros que têm um estilo que apesar de diferente e talvez estranho aos olhos dos outros, é único! Cada um é como é, no caso do Gone nota-se perfeitamente a paixão que ele tem pela moda, tem um estilo super extravagante mas acredito que as escolhas dele sejam todas por amor à moda e não para simplesmente aparecer nas televisões e afins.

    E efectivamente a maior parte das pessoas por cá ainda tem uma mente muuuito pouco aberta a novos estilos, a estilos mais diferentes e únicos. Enfim, mas acredito que aos poucos a coisa vá melhorando :)

    http://ohiwishblog.blogspot.com

    ReplyDelete
  20. Não é a primeira vez que o vejo e fico sempre espantada com o rosto lindo que o rapaz tem! Incrível! E gabo-lhe a audácia e bom gosto ;)

    ReplyDelete
  21. Lisboa, Porto, Coimbra, Faro, por todo o lado há pessoas que não aceitam o diferente. Sem dúvida, Portugal ainda vive no século passado. Vi muitos estilos excêntricos pelas ruas e fiquei chocada quando vi outras pessoas olharem, rirem, gozarem. Principalmente porque adoro Lisboa, é a minha cidade, mas ainda nela habita muita gente tacanha. Enfim... BTW, estou agora por aqui: www.upper-east-side-stylist.blogspot.com. Fiz uma mudança de visual ao blog. Depois diz o que achaste. Bjs***

    ReplyDelete
  22. E quem fala assim não é gago! :p adorei todas as fotos que vi do Gone, simplesmente fantástico :)

    ReplyDelete
  23. Adorei o post Nádia! :))))Falaste tudo cm todas as letras e tudo muito bem dito .


    o Gone é lindo inside e outside . As pessoas nem sempre entendem o diferente... eu adoro tudo o que é diferente... o que é vulgar é boring.


    AMEI ESTE POST MESMO!

    <3

    beijinhos Nádia e quando vieres à capital avisa . *****

    ReplyDelete
  24. minha querida:
    sou lisboeta de gema, sou dessas "gentinhas", e mesmo assim enfiava-te uma ou 2 "bofardas nessa tromba" se te visse à minha frente.
    baixa mas é a crista porque dás a cara no blog e da próxima vez que visitares a capital e as suas "gentinhas falsas", podes ter uma surpresa. gasta mais energias a escolher a tua roupa - que é PAVOROSA - e menos a arrotar postas de pescadas. não és ninguém, darling. lamento.

    ReplyDelete
    Replies
    1. Ahah , ao menos tens mais bolas que aquela tal maria xD

      Delete
  25. Eu também gostei imenso dos looks dele :) para falar a verdade fiquei fascinada com aquela tee sem costas!!
    Acho que ele tem uma visão bem definida do que gosta e de como o look vai resultar e isso é extraordinário já para não dizer que acho que ele tem um rosto lindo!
    A dor de cotovelo é lixada...

    Eu vivo no algarve e cá as pessoas tem um ar mais descontraído, quando uma pessoa tem por hábito vestir algo diferente ficam a olhar de soslaio, já me preocupei com isso, hoje em dia já não me preocupo...
    É lindo, quando visto um vestido de inverno com uns saltos a quantidade de vezes que ouço "onde é que vais assim?" mas é o meu estilo é o meu gosto, e eu é que tenho que gramar com a minha imagem todo o dia, todos os dias, portanto é bom que corresponda a mim mesma se não em vez de ser happy brunette era a conformed brunette :)

    Beijinhos (desculpa o testamento) ♥ Bom fim de semana!!!!

    ReplyDelete
  26. Não faço ideia quem ele é, não gosto do estilo dele, mas admiro a coragem dele por se vestir dessa forma. (Não sei bem o que acho do estilo, mas sei que não gosto), mas pela originalidade esta de parabens!
    (Peço desculpa pela frontalidade, mas quando nao gosto, não gosto mesmo

    ReplyDelete
  27. Lembro-me da primeira vez que vi o Gone perto da minha casa em Lagos, todos falavam daquela personagem que não se sabia se era homem ou mulher mas que tinha a sua pinta. eu sempre lhe achei piada apesar de nunca, na realidade, nos termos cruzado e ter havido uma conversa. Fiquei bastante contente ao ver as fotografias dele aqui no blog e sim, ele é realmente genuíno! e melhor, nunca se desviou do caminho por causa dos gozos! estava fantástico :)

    ReplyDelete
  28. O Gone, o Daniel e outros tantos são pessoas autênticas e que gostam de marcar pela diferença, quer queiram ou n assumir que são diferentes, são. Mas são mesmo..não "estão" eles são! e há uma diferença gigante entre o verbo ser e o verbo estar!

    ReplyDelete
  29. Concordo que a diferença é essencial no mundo da moda e na nossa vida em geral.

    Ninguém se torna automaticamente hipócrita ou invejoso só porque questionou as escolhas de outra pessoa, pelo contrário. A moda pode e deve ser sempre questionada senão estaria estagnada certo? Infelizmente, algumas pessoas impressionam-se com alguma facilidade e idolatram a pessoa A ou B porque obteve alguma notoriedade durante 5 minutos.

    Acredito também que muitas das críticas tiveram como base o preconceito e a ignorância do povo mas nem todas. Conheço imensa gente com mente aberta para aceitar a maior das excentricidades e que achou certos outfits completamente despropositados sobretudo devido por estarem deslocados do contexto. Um bom profissional sabe o que é ou não apropriado.

    Admitam ou não, foi mais do que obvio que muitos se vestiram para chamar a atenção da comunicação social (falo nos convidados em geral). Se isto não for verdade, então como justificam o facto de certas pessoas (cujo única função no evento seria apenas ir assistir aos desfiles) aparecerem com uma imagem de tal forma trabalhada que se tornou completamente fora do contexto? Acho que devo lembrar que o modalisboa não é propriamente uma festa para adolescentes se exibirem, pelo contrário, é um evento de cariz profissional, sério, cujo protagonista deveria ser o trabalho dos nossos fantásticos designers e outros profissionais da área que os apoiam. E nós não vemos os nossos profissionais a aparecer para chocar (pelo menos não constantemente), pois não necessitam disso. Correcto?

    Acho também importante referir que por mais ousado/extravagante/ excêntrico/diferente (whatever) que se seja, nunca podemos esquecer que vivemos numa sociedade e existem regras. E sim, as regras devem ser quebradas sou o primeiro a dizê-lo, mas este método de tentar chocar vestindo algo supostamente arrojado já está mais do que visto e batido. E ao fazê-lo apenas se perde credibilidade perante os restantes profissionais. Isto é apenas uma opinião como qualquer outra e eu quero deixar claro que não deixo de respeitar ninguém por discordar das suas opções, já o contrário não posso dizer.

    Eu não quero saber muito do que se vestiu ou de quem o vestiu. Estou mais preocupado com a intenção que está por detrás de tudo isto. As pessoas gostam de moda ou gostam de atenção? Não será a moda apenas uma forma fácil para certas pessoas obterem protagonismo para encher o próprio ego? Acusar os restantes de inveja não é um argumento um pouco infantil?
    Tentem pensar para além da roupa.

    ReplyDelete

Partilha o que pensas e não te acanhes! ;)
Se fizeres alguma questão directa, eu responderei no post! Para receberes um aviso com a resposta basta clicares em "subscribe by email".

Se preferires, podes contactar-me por e-mail (myfashioninsiderblog@gmail.com) ou através da página do Facebook (sou mais rápida)!

P.S. Aqui há espaço para críticas, mas insultos, ataques pessoais e demais despropósitos não serão publicados!

ShareThis