31 May 2012

Opinion | O veneno da modéstia


 
Some mumblings in my mother language about modesty
and how it can be a bad thing.
Translate, if you wish! :)
 
*******
 
As mulheres são educadas no sentido de serem modestas.
Uma mulher gabar-se da sua beleza, do seu emprego, da sua conta bancária, etc.
é condenável pela sociedade.
A única excepção são os filhos, vá.
No entanto, a modéstia pode ser perigosa. 
No outro dia li num livro sobre os erros das mulheres no local de trabalho,
e um dos que me saltou à vista foi:

DESVALORIZAR-SE

Li a explicação, e dei um salto para trás, enquanto pensava
"Isto sou eu, totalmente!!!" :O

Lá dizia que as mulheres tinham tendência a dizer coisas como
"ah, sou uma gestora numa empresa de marketing, nada de mais..."
ou "sou uma espécie de profissional de...",
tudo frases nas quais se desvalorizam, 
provavelmente escravas da modéstia que lhes foi incutida em criança.
Bem, eu, pelo menos, sou assim!
Realmente, quando me perguntam o que estudo, baixo sempre os olhos e digo
"medicina" baixinho, a medo, não vá alguém pensar que me estou a armar.
Quando ficam impressionados, fico sempre incomodada, porque não acho nada de mais,
nem me acho melhor que ninguém por isso, e não quero que pensem que eu me acho!
É uma estupidez, 
porque não é vergonha nenhuma admitir que consegui entrar no curso que queria!
Mas a cabeça... ai ai ai...
Outra das coisas em que sou atacada por isto é, claro, o blog.
Sempre que alguém se interessa pelo blog, ou o elogia, especialmente ao vivo,
eu fico toda:
"ai não é nada, é só uma coisinha que faço...pronto...parvoíces e futilidades...tiro umas fotos...nada de especial".
 
Isto é tudo muito comovente, mas também me fez pensar que,
volta a meia, só me estou a DESVALORIZAR com estas frases!
NÃO DEVIA SER VERGONHA NENHUMA estar feliz com as coisas que vou fazendo
e que nem estão nada mal!
 
Modéstia sim, parvoíce não!
 
E por isso, HOJE é o dia de dizer a verdade, 
de resgatar o meu gosto pessoal do fosso da modéstia 
e dizer, sem vergonhas, que estou feliz pelo que tenho conseguido!
 
Se alguém me perguntar HOJE o que faço, direi, de cabeça erguida:
 
"Sou uma estudante do 5º ano de Medicina, tenho feito todas as cadeiras, com uma média razoável, 
e há 2 anos e meio criei um blog de moda, que entretanto tem crescido,
e que me dá um gozo tremendo, porque adoro fotografar e partilhar a minha visão sobre esse mundo!
Esforço-me por estudar e por manter o blog actualizado, são ambos importantes para mim!
E sim, às vezes custa, custa MUITO,
os dias deveriam ter 48 horas, mas eu lido com isso, 
esforço-me e vou à luta e acho que tenho feito um bom trabalho!
Estou perto de ter a profissão que sempre sonhei e tenho um blog de que me orgulho!"

LIVRA! Finalmente consegui dizer isto, fazer um auto-elogio!
Já chega de ter a auto-estima no fundo do poço,
de arranjar desculpas para as coisas que faço bem,
e não as olhar de frente!
Sou modesta sim, e não sou a melhor do mundo,
mas também não tenho de esconder a cara como se fosse a pior!

Este é o meu testemunho de hoje!
Tenho a certeza que muitas de vocês também devem ser assim,
com medo de dizer o que fazem ou deixam de fazer
por fantasmas de gente mesquinha que aponta o dedo e diz "convencida"
a toda a gente que inveja!
Não, não cedam a isso!
Tenho a certeza que cada uma de vocês que está a ler estas palavras tem um talento só delas,
é boa nalguma coisa, portanto, 
NÃO A ESCONDAM NEM DESVALORIZEM, MOSTREM-NA AO MUNDO!
E acima de tudo, adorem cada segundo da vossa vida, 
e cada centímetro do vosso corpo e alma! 
 
Nádia

30 comments:

  1. E agora nós dizemos-te que "este blog é fantastico, uma das minhas companhia diárias, muitos parabéns" e tu dizes "Muito Obrigada" em vez do costume porque este blog é sem duvida maravilhoso e nunca te desvalorizes, realmente é algo que as mulheres têm tendência a fazer.
    GIVEAWAY IN MY BLOG

    ReplyDelete
  2. Adorei o texto, e acho que tens muita razão no que escreves! Temos sempre tendência para nos desvalorizar...felizmente tenho um marido maravilhoso que nunca me deixa esquecer das minhas qualidades (já que eu às vezes também as ponho de lado)!! ***

    ReplyDelete
  3. Ó Nádia, deixa-me dizer-te que tu és simplesmente fantástica.

    Conseguiste realmente tocar-me, comover-me e alertar-me! Sem dúvida, maioria de nós somos assim mesmo. Falo por mim! E sim, concordo plenamente contigo, devemos de assumir, aceitar e nos orgulhar daquilo que somos!

    E tu, és fantástica. Orgulha-te, deixas-me sempre com um enorme sorriso sempre que cá venho :)

    http://ballerinabird.blogspot.com

    ReplyDelete
  4. nem mais caraças!!!! :) GO BABE!

    ReplyDelete
  5. Uma das coisas que mais me marcou quando te conheci foi mesmo isso, modéstia... quando ainda hoje te digo que te admiro imenso e adoro o que fazes aqui no blog (para não falar da linda Fadinha que és ao nível pessoal) ficas sem jeito e corada! Mas tudo o que digo, toda a minha admiração só tem uma culpada: TU! :) por isso acho bem que te valorizes e reconheças o teu mérito :) sem vergonhas :) és linda! <3
    beijinho*

    ReplyDelete
  6. Gostei deste tópico, porque realmente somos muito modestas. Eu falo por mim nunca aceito um elogio...Porque acho sempre que não é digno de mim.
    Por exemplo se alguém me diz que sou inteligente eu digo logo "como?! Estás a brincar?! Devo ser a pessoa mais burra à face da Terra" tanto podia ser inteligente, como bonita, como bom coração , como simpática...seja o que for que me digam de bom é inaceitável para mim. Se dizem algo de mal, posso não discordas mas também não gosto de ouvir.
    A verdade é que este texto é muito realista sem dúvida mas ainda não me conseguiu abrir os olhos porque se alguém hoje me perguntar o que faço direi algo como "Bem, sou estudante de engenharia química, estou a repetir o meu primeiro ano [vergonha] devido a dificuldades de percurso. Não sou anti-social, embora haja sempre alguém capaz de me lembrar disso diariamente. Sou revendedora Avon, já dá para ganhar qualquer coisinha. Já trabalhei como técnica em tratamento de resíduos [reciclagem]. E actualmente não sei o que quero do meu futuro profissional/académico. Tenciono ir trabalhar para o estrangeiro o quanto antes para de alguma forma ajudar os meus pais a fugir do sufoco em que se encontram diariamente" e pronto este seria o meu testemunho. Como vez querida Nádia não é algo de que me orgulhe. Posso até ser muito boa em muitas coisas, mas falta-me a descoberta disso mesmo , e enquanto não chegar lá a modéstia vai continuar presente na minha cabeça [infelizmente].

    ReplyDelete
  7. Infelizmente também noto que sou bastante assim. Se me fazem um elogio, se me destacam no meio da multidão que me rodeia, fico cheia de vergonha e sem saber muito bem o que dizer. E as pessoas não entendem esse meu lado, porque passo a imagem de ser uma pessoa extremamente auto-confiante. Porém, apenas quem me conhece bem sabe que é uma máscara para esconder a insegurança. Fui vítima de bullying durante o início da minha adolescência. Era a típica miúda gordinha, de óculos, com borbulhas, que tirava as melhores notas da turma e preferia ter a cabeça enfiada num livro do que perder tempo a falar de rapazes. Acho que é por isso que ainda hoje, apesar de ser bem sucedida e do patinho feio ter desaparecido e dado lugar a uma fashionista, custa-me a aceitar quando falam bem de mim! Mas sabe bem, concordo. Sabe tão bem :)

    ReplyDelete
  8. Adorei este post! Concordo plenamente contigo e de certo que me identifico imenso contigo! Não por estar nesse curso, mas por estar constantemente a desvalorizar-me e a dizer que não sou nada nem ninguém... tudo isto porque não acredito em mim e nas minhas capacidades.. e a auto estima e auto confiança não são as melhores..
    xoxo, Chance to change

    ReplyDelete
  9. É isso mesmo, admite que és muito boa no que fazes. Tens muito mérito, não o escondas :)

    ReplyDelete
  10. bem, custou-te muito dizer só isso? pensei q ias admitir que és linda e TODA BOA finalmente, mas não x)
    não devias pensar assim trenguinha, isso nem é bem modéstia, é vergonha x) eu por acaso não sou assim pq aprendi a lidar com pessoas assim e nem sequer penso muito nisso, já não me atrapalha muito o que pensam pois isso era dar-lhes importância, cada um que olhe por si. E isso está longe de significar q sou convencida ou q me acho mais do q os outros...também não preciso deles para nada x) o que importa é q os amigos já sabem como é, o resto é zero, nessas coisas sou um pouco o "oposto" de ti mas noutras é ao contrário, enfim x) nem devias perder tempo a dizer estas coisas nem teres receios Nádia, tens de ser mais confiante :)

    ReplyDelete
  11. É isso mesmo!!! És linda, inteligente e cheia de estilo**
    Theblackeffect.blogspot.pt

    ReplyDelete
  12. PS- se queres saber, acho que deves passar uma imagem ligeiramente pior ao seres tão modesta pois normalmente as pessoas q dizem q "não, achas mesmo? eu sou só isto ou aquilo...." querem é mais elogios x) conheci algumas assim! Ou as pessoas também podem simplesmente levar a mal tu não apreciares o elogio x)
    Por isso, cuidado pq essa tua preocupação com o q os outros pensam pode ter o efeito contrário. É por estas o por outras q não se deve pensar no q os outros pensam, não vale a pena, eles vão sempre pensar algo de mal de ti, por mais q te esforces, infelizmente é assim, por isso eu não ligo ;)*

    ReplyDelete
  13. como te compreendo...
    E quantas vezes já ouvi por não me dar crédito!!!

    Mas a verdade é que, Se nao formos nós a dar-nos valor quem o fará??? ;)

    Tu mereces tudo o que tens.
    Lutaste para teres notas e entrar no curso que querias e gostas.
    Batalhas todos os dias para teres este blog fabuloso em dia, para comunicares com as tuas seguidoras, mesmo tendo todo o trabalho que um curso de medicina acarreta.
    O mérito é teu!! E não tens de ter "vergonha" ou sentir-te mal por isso. =D
    Além disso és toda giraça e pareces ser um doce de pessoa.

    http://girls-stuff-11.blogspot.pt/

    ReplyDelete
  14. Sou tal e qual!!
    Amei o post, parabéns....

    ReplyDelete
  15. Oh Nádia gostei tanto do teu texto, e sim tens mesmo de ter orgulhar 5º ano de Medicina e conciliar com um blogue com este sucesso é obra! Acho que todas as mulheres deviam ler este teu texto, infelizmente e apesar de todos os avanços, ainda persistem desigualdades entre o género feminino e masculino e nós ainda somos um bocado "desvalorizadas", digamos. E, afinal somos tão especiais, a maioria das mulheres concilia uma profissão com o trabalho doméstico. Somos maravilhosas e temos de nos valorizar, porque acho que até damos outra imagem ao mostrar confiança. Beijinhos

    ReplyDelete
  16. Apesar de eu ser um pouco como tu, envergonhada e tal... quem disse toda a verdade e com todos os pontos foi a Cáti. Preocupo-me antes com os outros e depois comigo e o que acontece? Pois...lá está, a menina leva um pontapé igual ao que se dá numa bola e magoasse. nem mais!
    Eu costumo dizer que nem tanto ao mar nem tanto à terra apesar de que... a maioria das vezes lá estou eu a martirizar-me com coisas que não valem, sequer, o tempo perdido.
    Boa cáti! tens o meu voto!
    És maravilhosa e disso não podes fugir, quem não gostar que fuja!
    hehehehe

    Beijinhos grandes querida. :)

    ReplyDelete
  17. concordo com o que disseste e identifico-me também. Acho que existem sempre o medo de que a sociedade nos "julgue"

    ReplyDelete
  18. Faz-me um favor, diz isso a ti mesma todos os dias.... sempre!!! ;)

    Belo post <33

    xoxo*

    ReplyDelete
  19. Nádia tu mereces tudo de bom. E sim deves e todas nós devemos valorizar-nos mais. Contudo sem excessos(tudo que é em excesso...). Existem muitos préjugées por causa do curso de medicina, mas entraste e é o que gostas de fazer e isso é que interessa. Esses preconceitos existem e têm alguma fundamentação mas nada como conhecer a pessoa, pois cada um é como cada qual. E tu não tens de provar nada a ninguém sê tu mesma e farás os outros verem-te como és verdadeiramente!!!

    ***

    ReplyDelete
  20. é verdd Nádia! temos q gritar ao mundo! és uma miuda impecavel, admiro-te mt ;) beijinho aqui da tua super fã. ahah

    ReplyDelete
  21. concordo completamente! como também sou estudante de Medicina acho que sempre que digo o que faço, as pessoas ficam tipo "nerd" ou "tem a mania"... tenho muitas vezes essa impressão e por isso é muuuuito raro dizer o que estudo xD
    p.s. adoro o blog :)

    ReplyDelete
  22. Tem graça, nunca na vida te imaginei assim, nem era nada assim que te via. Está certo, não leio o teu blog há muito tempo, mas sempre tive uma imagem de uma mulher extremamente confiante e que sabe o que quer e como o alcançar. Nunca pensei que fosses atacada pela má modéstia da falta de autoconfiança e autoestima... a qual eu acho que nunca deverias ter, pois és uma pessoa com mil e um motivos para te orgulhares de seres TU. Cada vez gosto mais de entrar um bocadinho no teu mundo e de te ler, continua assim!!
    http://fashionfauxpas-mintjulep.blogspot.pt/

    ReplyDelete
  23. Gostei imenso deste post, porque é a verdade para muitas de nós, eu incluída. Lembro-me, ainda não há muito tempo, quando me deram os parabéns e elogios por ter acabado uma cadeira com 20 na faculdade, eu fiquei sem jeito e desvalorizei...como faço com tudo! E realmente não deve ser assim, mas a sociedade formata-nos desta forma, parece que se admitirmos que somos bons, já estamos a ser arrogantes. Olha que isso do "síndrome do curso de medicina" tem explicação, porque conheço muita gente que realmente se arma por andar nesse curso, como se fosse melhor que os outros por isso.É um curso muito prestigiado em Portugal, além disso tem aquela coisa de ter emprego quase garantido. E assim, paga o justo pelo pecador, e as pessoas que nem querem ser rotuladas de nariz empinado têm quase medo de dizer o que fazem ou estudam...mas geralmente quem critica é quem tem mais inveja!

    ReplyDelete
  24. Tão eu!! Ainda hoje comentei que nunca sei lidar com os elogios que me fazem, só me apetece esconder para não estarem todos a reparar em mim, pensando que não fiz nada de especial. Apesar de valorizar todas as pessoas simpáticas que o fazem, essa não é a questão :)
    Gostei muiito do teu post, foi bom conhecer um pouco mais do teu intimo e concordo com tudo o que disses-te!! (:

    ReplyDelete
  25. O teu post e testemunho fez-me sorrir.
    É fácil uma pessoa cair na modéstia e desvalorizarmos-nos.
    No entanto é ainda mais importante quando aprendemos a ter consciência disso e conseguimos levantar a cabeça e dizer "eu sou isto e tenho orgulho do que sou e faço!"
    Bjs*

    ReplyDelete
  26. Querida Nádia,tudo o que tu fazes beste blog é auto-elogio!Aliás é pior,chama-se falsa modéstia,numa de te superiorizares (vá-se lá saber com que motivos) sem largar a fachada de "ohhhh....sou tão modestinha,digam lá que sou lindaaaa!!!".A sério,poupa-nos!

    ReplyDelete
  27. Não podias estar mais certa! Há que olhar no espelho todos os dias e lembrar as qualidades que temos, e as características que são só nossas, e que nos tornam tão especiais!
    Beijinhos *

    ReplyDelete
  28. Olá! Muito bom o teu post! E lembrei-me do comment que me fizeste - se fosse há uns tempos atrás tb teria reagido com essa 'vergonha' e achado que estarias a exagerar. Mas isso é mesmo preocupação a mais com o que os outros pensam e, no meu caso, perfeccionismo a mais que leva a que tenha a tendência para desvalorizar os meus feitos. E se eu n me valorizar ninguém o vai fazer por mim nem deve! Já me aconteceu estarem a elogiar-me ao pé de uma amiga que estava a ficar verde de inveja e eu só me apetecia esconder num buraco, a sentir-me imensamente mal por receber elogios e outra pessoa sentir-se mal por isso. Há lá coisa mais parva?! lol mas entretanto já aprendi a valorizar-me, a dizer para mim as coisas de que me orgulho sem me sentir convencidona por achar isso e a aceitar um elogio sem contestar - obrigada é a resposta certa! :) Mas depois de te ler e de ver mais mulheres nos comentários com o mesmo problema, realmente acho que é um flagelo. Toca a deixar a modéstia de lado, meninas, e a focarem-se nas vossas coisas boas, nas vossas conquistas e a terem orgulho de serem quem são como são. Não há melhor sensação de liberdade que essa! :)

    beijinhos

    ReplyDelete
  29. Gostei mesmo muito destas palavras Nádia, se não te importas vou rouba las para o meu bloco de notas porque as vezes e mesmo este tipo de discurso que preciso de ouvir para me dar força. Sabes que, pelo menos no meu caso, a modéstia também me cria uma certa apatia, quer dizer, por me desvalorizar começo a achar que aquilo que faço se calhar não é realmente importante e assim não faço o que gosto tanto quanto queria, percebes? Mas é algo que tenho vindo a mudar ultimamente e aos pouquinhos acredito que estou a chegar lá :) De qualquer maneira estas palavras deram me mais confiança, obrigada :)

    chasingrubiesbyflor.blogspot.com

    ReplyDelete

Partilha o que pensas e não te acanhes! ;)
Se fizeres alguma questão directa, eu responderei no post! Para receberes um aviso com a resposta basta clicares em "subscribe by email".

Se preferires, podes contactar-me por e-mail (myfashioninsiderblog@gmail.com) ou através da página do Facebook (sou mais rápida)!

P.S. Aqui há espaço para críticas, mas insultos, ataques pessoais e demais despropósitos não serão publicados!

ShareThis