06 September 2012

Opinion | Plastic doll - stop the over-manipulated images


picture by me

green dress: Westrags | pink fluorescent bag: H&M | necklace: Romwe

Perfectly bizarre skin. Unrecognizable faces. Impossibly perfect bodies.
That's some of the trash that the media tries to push down our throats.
You may say the battle is old, but we cannot stop fighting it!
We need to tell our daughters and sisters that not everything they see is real.
That those girls have cellulitis too, that they have circles around their eyes in the morning,
and guess what: that's alright!
A women is not supposed to be a robot of impossible beauty...
and when did the exterior appearance become such an important thing anyway?
Sure, nobody wants to be ugly... That's a fact. But that's so relative...
What the hell is ugly? Who defined it?
After all, these are just concepts. 
But the important thing is: your looks do not define who you are, little girl!
And that's so true. You'll see it in time. Maybe not right now...
Maybe your stretch marks will still bother you while wearing a bikini...
But in time you'll realize that what's really...really...important lies within.
In your actions, yours strengths, your feelings.
Not in a silly DNA strand that was missing the genes to make you a 5'10'' blonde and blue eyed angel.
Are we clear, baby girl?

********

Pele sem poros, sem borbulhas, sem textura.
Caras irreconhecíveis, sem rugas.
Corpos perfeitos.

Isto é algum do lixo que os media ainda tentam enfiar pelas nossas gargantas.
Sei que a batalha já é velha, mas não nos podemos cansar!
Temos de dizer às nossas irmãs e filhas que nem tudo o que vêem é real!
Que aquelas mulheres também têm celulite e que também acordam com olheiras.
E sabem que mais: é normal!
Não é suposto sermos robots de beleza impossível!
Aliás, quando é que a sociedade desenvolveu esta obsessão pelo aspecto exterior?
Não que seja mau ser atraente...
mas desde quando é que passou de um bónus da selecção natural, para uma quase exigência?
É assim tão importante o que está do lado de fora da casca?
Não vai tudo cair um dia? 

O importante é que gostemos do que temos, realcemos o melhor e disfarcemos o pior, 
mas sem cair em exageros...
Com o tempo, acabamos por nos aperceber de que as coisas mais importantes não são as estrias, a barriguinha ou o nariz grande...
São as nossas acções, os nossos dons, os nossos sentimentos.
Gostava que um dia, todas as meninas, mulheres, pessoas que se sentem inseguras na sua pele percebessem que isso não passam de detalhes...
It's alright, baby girl...
 
P.S. Já que vos tinha mostrado a versão boneca de cera da minha pessoa no início do post
(não liguem ao ar de má/enjoada, era uma tentativa de ficar inexpressiva),
aqui fica um gif com a foto original - sem edição nem corrector de olheiras! :p
Só para provar que não tenho medo dos meus defeitos. At all! ;)
Só não vos mostro as minhas estrias de estimação, porque seria creepy! :p hahaha

Beijinhos a todos!
Nádia

http://www.picasion.com/

19 comments:

  1. Não precisas de efeitos para ser bonita.
    A verdadeira beleza está nos pequenos defeitos que temos e que nos tornam únicos :)

    ReplyDelete
  2. Sweet queres ver as minhas estrias?! hihihi

    Real person, please!! :)

    xOxo*
    IV
    http://www.ivaniadiamond.com/

    ReplyDelete
  3. Ainda ontem me disseram que as minhas pernas estavam demasiado brancas para andar de saia. Há uns anos atrás, nunca mais as mostrava em público, porque realmente não consigo ficar morena. Agora, rio-me. E hoje estou de saia novamente. Não sinto a necessidade de ser "perfeita" nem corresponder a um determinado padrão de beleza que foi criado e nos é enfiado pelos olhos dentro diariamente, através de filmes, revistas, tv, internet, etc. Gosto de mim como sou, com os meus defeitos, a minha pele de fantasma, as minhas marcas das borbulhas e a minha celulite. Felizmente, cresci o suficiente para aceitar que eu sou eu e aprendi a gostar de mim.

    ReplyDelete
  4. óptimo post! É verdade que vivemos numa sociedade obcecada com a beleza, mais que isso até, com a perfeição. E o que é certo é que a perfeição não existe e ainda bem! A beleza muitas vezes está nos pequenos defeitos e é isso que nos diferencia uns dos outros.
    Tudo bem que se disfarce pequenos defeitos mas sem cair em exageros e em imagens completamente artificiais e que fogem completamente à realidade.

    ReplyDelete
  5. Em tempos tive um grave distúrbio alimentar "à pala" desta ideia de beleza que nos mostram nas Vogues e etc, e com 1.75m cheguei a pesar 45kg e mesmo assim achava-me horrivel, gorda, feia.

    A verdade é que hoje em dia continua a ser uma batalha, mas graças ao meu namorado a minha vida deixou de girar à volta da balança e da fita métrica. Tenho estrias. Tenho celulite. Tenho ancas largas. Não uso XS nem 34, não. Mas sou feliz, e isso é mais importante do que o número da roupa.

    Nunca vou permitir que a minha irmã mais nova caia nessa, nem as minhas filhas, quando/se as tiver. Revolta-me pensar que há pessoas a passar pelo que eu passei, e saber que vão ter que lidar com isso. Para sempre. Porque já lá vão quase 10 anos e ainda tenho algumas recaídas.

    Obrigada por este post, e peço desculpa pelo "testamento" <3

    ReplyDelete
  6. darling, a intenção é optima, mas tu não percebes a ponta de um corno de tratamento de imagem (como ja se pôde confirmar antes), e isso nem sequer é uma imagem minimamente retocada. é um filtro piroso.

    ReplyDelete
  7. Eu adoro as minhas estrias. Apareceram quando a minha segunda gravidez passou das 8 semanas, data em que perdi a primeira. SIgnificam que a pequena vida dentro de mim vingou, ao contrário da outra, e que se fez forte dentro de mim. E olha que me fartei de usar cremes durante a gravidez, mas como enjoava todos os cheiros, era um problema. Mas as minhas estrias são um orgulho para mim. Só não concordo é com o que disseste de a beleza, o ser atraente ser um bónus da selecção natural... acho isso restritivo e errado, até quando através de maquiagem, roupa, gestualidade, educação, savoir faire e savoir être qualquer pessoa se pode tornar atraente.
    http://fashionfauxpas-mintjulep.blogspot.com

    ReplyDelete
  8. that is so true!! gostei imenso deste post, principalmente daquilo que escreveste. temos de aprender a gostar de nós como somos porque a perfeição nao existe :)

    beijinho*

    ReplyDelete
  9. @anónimo: darling, o objectivo era a imagem ficar mesmo com ar de plástico. been there, done that.

    ReplyDelete
  10. Subscrevo o que escreveste! Nenhuma de nós deveria ter medo/ vergonha da sua aparência! Adoro o gif com o antes e depois xD

    My Own Project

    ReplyDelete
  11. 'Em tempos tive um grave distúrbio alimentar "à pala" desta ideia de beleza que nos mostram nas Vogues e etc'


    Anorexia nervosa é muito mais do que um acumular de influências externas. Não acredito que tenha surgido por teres dado uma vista de olhos numa revista. Há outras variáveis envolvidas. Será que sei do que falo?
    E Nádia, isto é um fashion blogue, é sobre imagem, é sobre aparência, é sobre beleza! Acho que este post perde muita credibilidade por ter sido publicado no blogue em que foi. Mas a mensagem é de louvar :)

    ReplyDelete
  12. A mulher mais bonita é aquela que não tem qualquer tipo de receios de mostrar quem realmente é.
    Infelizmente a sociedade anda virada para o perfeccionismo...

    ReplyDelete
  13. @Anónimo:

    espero que agora já estejas melhor. É difícil lidar com esse problema e, tanto quanto sei, fica sempre lá. :/ Conheço casos desses... Força! :)

    Bom, quanto à credibilidade, acho que são opiniões. Este blog gira em torno do que visto e das roupas que gosto, sim, é verdade...mas não acho que isso seja sinónimo de achar que é o mais importante, ou de compreender o porquê da beleza ser tão "over-rated" hoje em dia e muito menos concordar com estes ideais irreais que tentam incutir-nos. Por isso tudo, e pelo que os meus leitores conhecem de mim, acho que a maioria vai achar que sim, este post faz todo o sentido... porque apesar de também ser sobre moda, este blog também é sobre mim...e...felizmente...eu ainda vou tendo a cabecinha mais ou menos no sítio (ou pelo menos espero hehehe) ;)

    Agradeço a opinião, de qualquer forma! :)

    Ah, e eu não tive nenhum distúrbio alimentar, felizmente! ;) Sempre tive uma auto-estima alta e nunca me importei assim muito com isso. :)

    beijinhos
    Nádia

    ReplyDelete
  14. Adoro o post, detesto o efeito "sou perfeita, não tenho nem olheiras, nem borbulhas". Confesso que sempre que quando era mais nova olhava para uma revista dizia "wow que peles lindas" até que conheci o photoshop e as coisas mudaram de figura. Eu confesso que gabo a paciencia dessas pessoas de mudarem o que são para agradar a meio mundo, eu não conseguiria!***

    ReplyDelete

Partilha o que pensas e não te acanhes! ;)
Se fizeres alguma questão directa, eu responderei no post! Para receberes um aviso com a resposta basta clicares em "subscribe by email".

Se preferires, podes contactar-me por e-mail (myfashioninsiderblog@gmail.com) ou através da página do Facebook (sou mais rápida)!

P.S. Aqui há espaço para críticas, mas insultos, ataques pessoais e demais despropósitos não serão publicados!

ShareThis