11 May 2013

Health | Deixar de fumar em 5 passos


Começo uma nova rubrica no blog, inserida na mesma categoria de "Food" e "Fitness", a Saúde!
Não tinha intenção de aproveitar o blog para dar alguns conselhos na área médica (apesar de estudar na mesma),
mas, tendo em conta que me pediram conselhos na área do tabagismo, quem sabe não começarei a fazer outras publicações do género no futuro?

Bom, comecemos com o primeiro tema: deixar de fumar!

Esta preocupação assalta inúmeros consumidores e é um tema frequente nas consultas!
Como todos sabemos - mais não seja olhando para as caixas - os cigarros matam e não é pouco!
Há milhões de mortes por ano atribuídas a este (muito mau) hábito!
Vidas humanas perdidas, sofrimento e dor, tudo atribuído a um simples punhado de "ervas" embrulhadas em papel.

Nunca fumei. Não atiro pedras a quem o faz, mas acho, honestamente, 
 um pouco negligente para connosco começarmos a fazê-lo, tendo toda esta informação!
Cada qual sabe o que faz com o seu corpo, mas atirar potenciais anos de vida pela janela não me parece muito inteligente, desculpem!

Lição de moral aparte, vamos focar-nos no meu papel de hoje: ajudar-te a livrares-se dos cigarros!

O primeiro passo é estabelecer um objectivo: queres reduzir o número de cigarros que fumas por dia ou acabar com o vício de vez?
Tens força que chegue para parar de uma só vez ou terás de fazê-lo de forma gradual (não estamos a falar de meses, mas de semanas!)?
Tens de avaliar isso em ti, e compreender a melhor forma e altura para começar!

Outro passo importante é perceber até que ponto estás dependente da nicotina!
Para isso existe o questionário de Fagerstrom, uma série de perguntas médicas que avaliam o quanto estão viciados!
(Surpreendido com a resposta, ou nem por isso?)
Se o teu grau de dependência é muito elevado, provavelmente é melhor procurares ajuda médica!

Bom, agora vamos a algumas dicas que te poderão colocar no caminho certo para um vida sem fumo!
(pelo menos aquele que voluntariamente enfia(va)s nos pulmões!)

1. 
Força de vontade!

É o factor X neste processo, não tenhas dúvidas disso! 
Muito mais importante que medicamentos, cigarros falsos, adesivos de nicotina and so on!
A tua vontade é o motor para deixar este vício e o maior preditor de sucesso!

Se te achas forte o suficiente, decide um dia para parar...e fá-lo! Passa esse dia a fazer algo que te apaixone e muita força!

2.
Evita situações de "risco"

Evita as situações que associas aos cigarros, como o café, saídas, locais com fumadores...
Enquanto a tua resolução ainda é frágil, o melhor é evitar a tentação!

3.
Distrai-te e controla a ansiedade

Começa a fazer (mais) exercício - assim distrais-te e evitas engordar, dedica-te a actividades que gostes, especialmente ao ar livre, lava os dentes frequentemente,
come muita fruta, chupa rebuçados (evita pastilhas elásticas, que trazem outros problemas!).

Já que estás no caminho de uma vida mais saudável, que tal começares a beber mais água 
e a comer de uma forma mais saudável, com muitos legumes, fruta e fibras?

Irás sentir os sintomas da privação da nicotina, sendo esta experiência diferente de pessoa para pessoa!
Dores de cabeça, nervosismo, ansiedade, irritabilidade...uma panóplia de efeitos resultantes do vício!
Mas anima-te, se os tiveres, durarão apenas 1 ou 2 semanas, prometo!
Se começares a sentir-te muito nervoso, estabelece uma estratégia para descomprimir,
fala com alguém, muda de ambiente e refresca a cabeça!
Se for preciso, um calmante fraquinho pode dar o empurrãozinho certo!
Tens de ser mais forte do que a tua mente, não te esqueças, TU tens o poder! 

4.
Não fumes "apenas mais um"

Se estás a conseguir, NÃO cedas a um cigarro ou a uma "passa"! 
É o suficiente para deitares o trabalho de semanas a perder! (E isso tu não queres, certo?
Partilha com os teus familiares e amigos a tua decisão e evita estar junto deles quando fumarem!

5. 
Precisas de uma ajudinha?

Se a vontade não chegar, é uma boa ideia consultares o teu médico de família para te aconselhar!
Ele saberá orientar-te para as etapas e métodos a seguir. 
Não te deixes enganar por esquemas duvidosos e produtos alternativos...é sempre melhor a ajuda profissional!
Há várias opções para te ajudar neste processo, sejam adesivos, comprimidos, etc!
Um dos tratamentos médicos preferidos é o Champix, que grosso modo corresponde a um substituto da nicotina,
que é usado num tratamento de pelo menos 12 semanas de duração.
Os detalhes de cada um dos métodos e os seus efeitos laterais devem ser questionados ao teu médico,
que saberá escolher o melhor para o teu caso!

E pronto, eram estas as dicas que tinha para partilhar! Acima de tudo, TENS DE TER MUITA FORÇA DE VONTADE!
Já vi pessoas que conseguiram, da noite para o dia, deixar de fumar...só porque o decidiram!
Serás tu a próxima???



3 comments:

  1. Ui, oh Nádia, o que eu poderia dizer acerca deste tema... fui fumadora durante 20 anos, comecei aos 15 e deixei aos 35, quando engravidei. Fumei sempre uma média de 10, 15 cigarros por dia - uns dias menos, outros mais, quando saía á noite, por exemplo - e quando deixei foi fácil. Foi mesmo MUITO fácil, e eu pensei que ia sofrer horrores. Mal soube que estava grávida reduzi imediatamente para 5 cigarros - e nem me venham com conversas de que devia era ter cortado logo que foi o meu próprio obstetra que me disse para reduzir um pouo primeiro pois se me criasse muito stress esse ia passar para o feto e ser ainda mais prejudicial, até porque eu vinha de um historial de aborto espontâneo - passado uma semana desci para 3 cigarros, mais uns dias e mal acendi um cigarro após o pequeno almoço vomitei. Nunca mais consegui pegar num. Há 5 anos que deixei de fumar, não lhe sinto a falta e nem tenho qualquer vontade de voltar a fumar. Mas não sou radical com fumadores, e uma coisa é bem verdade: o escape dos carros mata tanto ou mais que o tabacao. Deixamos de andar de carro? Nopes. Acho hipocrisia criticar fumadores quando os escapes dos carros e dos transportes fazem o que fazem em muito maior quantidade e em áreas muito mais extensas ao ar que somos TODOS obrigados a respirar, por isso... quem quer fumar que fume, já que com o resto que por aí anda levamos todos e ninguém fala ;). Mas muito boa ideia dares aqui umas dicas para quem quer realmente deixar de fumar e está a ter dificuldades, conheço montes de gente que tentou por várias vezes e voltou sempre.

    ReplyDelete
  2. Fumei durante quase 10 anos... decidi de um dia para o outro deixar e tive perfeita noção de que só conseguiria se o fizesse de uma vez. tinha tentado deixado de fumar aos poucos mas isso é uma treta. ou se deixa de uma vez ou então é mt complicado conseguir largar o vício.

    ReplyDelete

Partilha o que pensas e não te acanhes! ;)
Se fizeres alguma questão directa, eu responderei no post! Para receberes um aviso com a resposta basta clicares em "subscribe by email".

Se preferires, podes contactar-me por e-mail (myfashioninsiderblog@gmail.com) ou através da página do Facebook (sou mais rápida)!

P.S. Aqui há espaço para críticas, mas insultos, ataques pessoais e demais despropósitos não serão publicados!

ShareThis