06 February 2014

Opinion | Maquilhagem levada ao extremo



A maquilhagem, quando bem feita, ajuda a enaltecer aquilo que temos de melhor e disfarçar o pior.
As possibilidades são infinitas e os resultados variados...mas se há algo que me faz confusão são as maquilhagens extremas!
Esta minha opinião não é propriamente nova - já a tinha abordado no desafio 0% MAKEUP -
mas a verdade é que tenho visto esta tendência a aumentar exponencialmente...e confesso que não a vejo com bons olhos.
Refiro-me especificamente ao contorno de rosto levado ao extremo - daquele que provavelmente demora 1 hora a fazer -
em que as pessoas, ao invés de usarem o que têm, transformam o rosto quase completamente.
Como defensora da aceitação corporal - e facial! - 
acho que uma maquilhagem deste calibre faz sentido numa ocasião especial, para uma sessão fotográfica e coisas que tais...
mas saber que há mulheres que não se sentem seguras para sair à rua usando apenas algo simples
e têm, todos os dias, de usar quilos de maquilhagem na cara, deixa-me triste.
Cada um é livre de usar aquilo que quer...mas gostava de viver num mundo onde o natural fosse mais valorizado...
e onde as mulheres percebessem que aquele defeito ou outro que têm, só lhes traz personalidade...

Qual é a vossa opinião sobre este tema? Usam contorno desta forma? Gostavam de saber usar?

Podem ver mais transformações impressionantes a seguir!


31 comments:

  1. Nem em ocasiões especiais eu vou assim lololol
    Eu sou pessoa para sair de casa sem maquilhagem, e já fotografei muitas vezes para o blog sem maquilhagem! Gosto da minha cara tal como é.
    Penso que esse tipo de produção faz sentido para sessões fotográficas para revistas e assim...
    Sair de casa assim todos os dias penso que seja um exagero...
    Enfim...Mas cada um sabe de si neh...

    Beijinhos

    ReplyDelete
  2. Estas fotos lembram-me daqueles maquilhadores que desenham os abdominais nos filmes. E' basicamente a mesma coisa, na verdade.

    Joana x When You Dream Big

    ReplyDelete
  3. Realmente é maravilhoso o que a maquilhagem consegue fazer, mas partilho a tua opinião.. até que ponto os kilos de maquilhagem não nos vão ajudar a esquecer a nossa verdadeira face e os nossos defeitos que nos diferem te toda a gente? É mais fácil ser artificial e belo aos olhos de todos!

    ReplyDelete
  4. embora no dia a dia use o contorno de forma subtil e so para ajudar no que já existe, adoro este tipo de técnica! Uso-a sobretudo quando tenho actuação de dança e subo a palco. Mas acho que há casos mesmo mesmo exagerados. :)

    ReplyDelete
  5. Confesso que concordo contigo, nunca fui muito de me maquilhar muito, axo que algo basico e algo que apenas realce o que nos temos e também claro have fun com a idea do make up em certas ocasiões, mas nada ao ponto de chegar ao extremo, nao digo que estas transformações ficam feias, nao de todo, mas cria uma certa ilusão. Mas cada um é livre de fazer como quer e claro no fim do dia à que dar um certo crédito a estes make up artists pelas suas obras.
    Cool Post Nádia :)

    Muny’sFashionFanatique | FASHION & STYLE BLOG

    ReplyDelete
  6. Boa noite..ehhh realmente muda..um bom contorno e fundamental para isso
    Beijos e boa quinta
    www.cosasde-ladydiva.com

    ReplyDelete
  7. Entendo o teu ponto de vista, mas tenho uma opinião diferente. Embora também apoie a 100% a aceitação corporal e facial, acho que também se pode pensar nestes processos como exercícios de arte, por exemplo; em que a pele (neste caso a face) são uma espécie de tela. Como utilizadora de photoshop, para montagens e o ocasional retoque, dou ainda mais valor a este processo de maquilhagem, pois são necessárias muito mais "skills" na minha opinião, para fazer isto na pele, do que no computador. Por isso há que dar, na minha opinião, algum valor a este trabalho. É preciso ter uma visão muito abrangente de noções como luz, desenho, etc.
    Por fim, também sou da opinião, que se certas raparigas decidem fazer a maquilhagem desta forma, não por uma questão de arte, mas apenas porque querem, acho que o devem fazer. Qualquer coisa que faça aumentar a confiança de uma pessoa, sem que isso afecte os que estão à sua volta, é positivo. Como alguém que ao longo dos anos teve problemas de auto-estima, sentir-me bonita de vez em quando pode ser muito bom para aumentar a confiança .Mas sim, mais uma vez repito que concordo com a aceitação das pessoas tal como elas são, mas se uma pessoa se sente mais feliz assim, por exemplo, então só posso é apoiar.

    Bjs e continuação de um optimo trabalho com o blog :)

    PS: Desculpa pelo longo comment :S

    ***

    http://photogeekly.blogspot.pt/

    ReplyDelete
  8. Eu saio sempre à rua com maquilhagem. Mas é sempre (e apenas!) um lápis de olhos e de vez em quando um batom. Uso base, eyeliner e outro tipo apenas em ocasiões especiais.
    Acho que é um exagero usar tanta maquilhagem. A nossa pele precisa de respirar :/

    ReplyDelete
  9. Sinceramente, não gosto nada deste tipo de maquilhagem. Não sou uma pessoa de me maquilhar muito e é só para dar um arzinho diferente, mais bonito, nunca para esconder a minha cara.
    Estas pessoas que mostraste, depois da maquilhagem não são elas. De que lhe adianta tudo aquilo, não muda o que são na verdade, é apenas temporário.
    Li também que há quem defenda este tipo de produção para capas de revista e assim. Eu não concordo que seja necessário chegar a este ponto. Respeito quem faça este tipo de trabalho, quer com maquilhagem ou photoshop, mas acho que é muito devido a estes estereótipos de beleza, perfeição, magreza, que muitas mulheres acabam por não se aceitar como são.
    Se a naturalidade fosse o que fosse valorizado, toda a gente se sentiria muito mais bonita.

    ReplyDelete
  10. Eu não tenho nada contra o uso de maquilhagem em geral, aliás, uso base todos os dias para esconder umas vermelhidões ou borbulhas, eyeliner e/ou rimel e um batom para dar mais vida à cara. Eu encaro a maquilhagem, não só como uma forma de disfarçar algumas imperfeiçõezitas, mas também como uma forma de arte. Adoro ver vídeos de makeup artists que com umas sombras aqui, um eyeliner acolá e uns contornos ali conseguem mudar a sua expressão. Mas acho que no dia-a-dia este tipo de maquilhagem, para além de demorar um tempão a fazer, é demasiado exagerada. Principalmente quando muitas destas mulheres têm uma pele e estrutura óssea normal,, não consigo entender a necessidade de aplicar tantas camadas de base, iluminador e bronzeador na pele no dia-a-dia, juro que não1

    ReplyDelete
  11. Photoshop in real life. Para mim é isso. Dou um valor brutal a quem consegue fazer isto só pela técnica envolvida, e porque sendo actriz sei que isto é extremamente útil e quase mágico no teatro...mas fora desse tipo de ocasiões, é tão artificial...pessoalmente, e a nível estético, não gosto, e acho que mesmo a utilização destas técnicas em sessões fotográficas para revistas e etc cria toda uma ilusão da "mulher perfeita" completamente ridícula e surreal!

    ReplyDelete
  12. Sem querer ser chata, isto não é maquilhagem extrema é saber usufruir bem do Contouring, a tua cara é a mesma, apenas melhor definida pelo bronzer e highlighter. Dizer que isto é ''photoshop'' é absurdo. Maquilhagem extrema para mim é ver as pitas cake-faced com 13 anos, isso sim agora ver uma mulher com um contouring perfeito é algo fenomenal, e quando bem aplicado, tem um ar natural e muito discreto.
    Se mais mulheres soubessem fazer estas técnicas de maquilhagem nao havia tanta cirurgia plástica nem tanta mulher triste com as suas feições, porque há alturas da nossa vida em que ''ah e tal tu és bonita e aceita-te como és'' não resulta.
    Além de que as pessoas que sabem fazer isto e bem feito (sem serem MUA's profissionais) são mulheres que se maquilham para se sentirem bonitas, maquilham-se para elas mesmas e não para os outros como muitos acham. Porque às vezes um bom batom ou uma eyeliner bem feito são o suficiente para nos fazer começar o dia com outra moral.

    Relativamente às fotos, muitas delas tratam-se de sessões fotográficas onde o contouring não serve para dar um ideal de mulher perfeita mas para evidenciar os traços mais bonitos de cada uma de nós. Não podemos ver as coisas nem a 8 nem a 80, não sou contra este tipo de maquilhagem se for o suficiente para fazer com que uma rapariga/mulher se sinta bonita e a ajude a combater mais um dia num emprego que não lhe agrada ou numa escola onde só existem anormais, porque todos nós sabemos o que isso é.

    ReplyDelete
  13. Adorei este post
    Como ficam tão diferentes :D a maquilhagem é arte
    Beijinhos

    uglyfashionexperience.blogspot.pt

    ReplyDelete
  14. Lol, 30/40 % dessas imagens foram tratadas no photoshop . Vê.se bem

    ReplyDelete
  15. I agree with you; As a blogger, I feel it is harder to keep up with other bloggers when I don't really wear makeup. Sometimes I wear concealer to hide blemishes, but I think the photos you posted are much too extreme--like painting on a different face. I wish girls could be happy within their own skin and not have to resort to makeup to feel confident enough just to walk out the door to the grocery store or something.

    ReplyDelete
  16. eu nunca fiz esse contorno. normalmente é só base, corretor, pó e blush. às vezes nem rímel ponho.
    ao fim-de-semana ou para uma saída é que já uso um lápis de olhos, um rimel, baton, etc
    durante a semana e tudo ao mínimo
    beijinhos

    ReplyDelete
  17. A mim faz-me confusão, não gpsto de ver, parecem-me sempre pessoas de plástico, irreais.
    http://afashionfauxpas.blogspot.com

    ReplyDelete
  18. Se este tipo de maquilhagem, mais elaborada, for bem feita não vejo qualquer tipo de problema nisso, além disso se for para uma mulher levantar um pouco a sua auto estima acho muito bem que o façam!
    Adoro maquilhagem e faço quase sempre contorno porque me sinto muito mais bonita e confiante! Claro que quem não gosta assim tanto vai achar isto absurdo como muitas de vocês aqui!

    ReplyDelete
  19. A mim há algo que me choca mais, e que por ocasião do post sobre os cabelos mais bonitos da blogosfera referis-te brevemente pela positiva: extensões de cabelo.

    Pode não parecer chocante, mas incomoda-me mais saber que (no caso das extensões naturais) há outras mulheres a venderem o próprio cabelo para vaidade de outras do que maquilhagem exagerada.

    E quem diz cabelo "dado" por outras mulheres, diz vindo de lixeiras ou de cadáveres...

    Gosto de ler as tuas opiniões e gostava de ler um post teu sobre o assunto ;)

    Beijinho

    ReplyDelete
  20. P.s. - Esqueci-me do link ;) http://www.dailymail.co.uk/femail/article-1036155/Why-Ill-wear-hair-extensions-pop-star-Jamelia.html

    ReplyDelete
    Replies
    1. Realmente, nunca tinha pensado nesse mercado! Tenho de ler mais sobre o assunto! Obrigada pela sugestão :D

      Delete
  21. Eu apenas gosto ver este tipo de contorno tão extremo em editoriais e sessões fotográficas. No entanto, percebo as mulheres que o gostam se usar no dia a dia, se as faz sentir bonitas, porque não? Eu pessoalmente uso um bronzer e faço um bocadinho de contorno só para dar alguma profundidade (e depois nem uso blush, eu ja coro com tanta facilidade). Para mim, a maquilhagem não serve para esconder, mas sim para realçar (eu uso um bb cream com pouca cobertura ve la!)
    verabepa.blogspot.com

    ReplyDelete
  22. Francamente, o que me choca é maquilhagem mal usada, seja muita ou pouca.
    O resto é como usar roupa de uma cor que nos torna mais magras ou mais cheiínhas, ou spray texturizante para dar volume a um cabelo que não o tem ou alisá-lo quando ele é encaracolado, ou pintá-lo de loiro quando ele é escuro - ou vice-versa.

    ReplyDelete
  23. Eu vejo a maquilhagem como uma arte, portanto não desgosto... adoro ver técnicas de contorno porque fazem uma enorme diferença no rosto, tem um poder imenso e podem ajudar muitas meninas com auto-estima baixa! Por exemplo, um bom contorno de nariz pode afiná-lo bastante, aumentando a auto-estima de quem o queira usar para esse efeito! Pessoalmente vejo imensa técnica e talento por detrás de maquilhagens assim... não são maquilhagens para o dia-a-dia, mas cada um sabe de si, não vejo mal nenhum :) o que importa é sermos felizes!


    xx,
    thefashiondreamcatcher.blogspot.pt

    ReplyDelete
  24. Estás apenas a defender a lógica de 'wear make-up but not too much make-up' que é extremamente, extremamente opressiva. Independentemente do que uma pessoa esteja a fazer no seu dia-a-dia, não existe algo como "demasiada maquilhagem". Não existe algo como "demasiado" quando se trata do corpo de outra pessoa. Se gostas de um look natural, não há problema em adoptá-lo, e se gostas de um look extremamente elaborado, também não há problema. As pessoas devem fazer aquilo com o qual mais de identificam desde que não incomodem ninguém. O que fazemos com o nosso corpo é a nossa escolha. Para além disso, o facto de não adoptarmos um look natural não implica que não tenhamos respeito ou que não gostemos de nós próprios. Nem quer dizer que o natural não seja valorizado, porque ninguém é fútil por decidir usar uma full face make up. Existem pessoas fúteis que não usam maquilhagem. A aceitação corporal e facial não tem nada a ver com adoptar um look natural. Por isso, toca a mudar essa mentalidade. :)
    Para além disso, o facto de usares a palavra "defeito" ("aquele defeito ou outro que têm") como o fizeste anteriormente pressupõe que as pessoas têm, de facto, defeitos a nível físico, o que não é verdade. Existe sim, um ideal de beleza, mas ele continua a ser perpetuado em grande parte porque as pessoas ainda não adoptam o vocabulário adequado e usam palavras como "defeito" para se referirem a características que simplesmente não se enquadram no que é visto como essencial para uma boa aparência. Por isso - e porque já te vi usar essa palavra noutros posts - acho que devias reconsiderar o uso da mesma. Mesmo que estejas a tentar passar uma mensagem de body positiveness, o uso de determinados termos elimina completamente a intenção do teu post.

    Partilho ainda algo que a Bebe Zeva escreveu um dia destes e que se aplica a este post.

    “Without makeup, my face is just a random pile of tissue, protein, skin cells, and cartilage. The random arrangement of that tissue, protein, and cartilage tells you nothing about my personality because I was simply born with it. Conversely, my makeup is not random at all. *I* chose it. ME. Not nature. Not my gene pool. Not strands of DNA over which I exercise NO CONTROL. Me and my personality chose this routine. And for that reason, makeup is the absolute closest I will get to self-expression on my face without prosthetic body parts. When a guy tells you he prefers you without makeup, he’s sort of telling you that he prefers it when you don’t make choices to advance your identity. He’s telling you that he prefers your body to your brain. Your brain is the reason why you applied that black eyeshadow. Your actual face and body are idle vessels through which you operate, but actually have absolutely NOTHING to do with who you are. So every time you make a decision to clothe your body or put makeup on your face, you’re making the decision to reflect your thoughts through the canvas that is your

    physical being.”

    ReplyDelete
  25. As duas primeiras transformações ficaram espectaculares mas como disseste, acho que só para um dia especial é que acho mais "apropriado". Eu não era capaz de o fazer todos os dias. Para o dia a dia acho que deve de ser mais natural

    ReplyDelete
  26. Meu deus que diferença entre o antes e depois, gosto de usar o mínimo de maquilhagem possível e acho que esta só deve servir para melhorar os nossos traços e não mudá-los completamente!

    http://vintageloyal.blogspot.pt/

    ReplyDelete
  27. Realmente as diferenças são muito mas mesmo muito evidentes!!!Naturalmente que este tipo de não é aplicável ao dia-a-dia, na minha opinião, por ser de execução difícil e demorada!
    Mas são lindas as maquilhagens!!

    ReplyDelete

Partilha o que pensas e não te acanhes! ;)
Se fizeres alguma questão directa, eu responderei no post! Para receberes um aviso com a resposta basta clicares em "subscribe by email".

Se preferires, podes contactar-me por e-mail (myfashioninsiderblog@gmail.com) ou através da página do Facebook (sou mais rápida)!

P.S. Aqui há espaço para críticas, mas insultos, ataques pessoais e demais despropósitos não serão publicados!

ShareThis