26 May 2017

Outfits | Self-confidence is not something you have, is something you work for everyday!


The other day I was thinking about self-confidence 
and came up with this rather obvious - but still important - conclusion!
I see myself as a girl with a nice amount of self-love,
but I sometimes struggle with self inflicted sabotage and harming thoughts.
I try my best to control them, but there are times where I can't.
And I don't like myself.
But the other day, as I was pondering over these matters, I realized it was OKAY to feel like this!
We are allowed NOT TO FEEL OKAY sometimes!
No one is 100% confident, 100% smiley, 100% strong everytime!
And that's OKAY, that's human nature!
We are not weak, nor stupid because of it!
We are us!

Well, that's what I wanted to share today!
Oh that, and these pictures taken by the sea, the other day,
while sporting this yellow sweater from ZARA I'd never thought I'd like!

Enjoy!

yellow ruffled sleeve sweater: ZARA | taupe lace up skirt: c/o Rosegal | beige sneakers: Asics
bird print cross body bag: Parfois | mirrored sunglasses: c/o PartyGlasses

         


       "- A Nádia a usar amarelo?! Não pode!"
(Eu sei que na realidade ninguém deve estar a pensar isso,
porque não andam por aí a lembrar-se das cores que uso ou deixo de usar,
mas deixem-me achar que sim!)

Pois é, deixei que algum sol entrasse no meu armário!
Fiquem com mais fotos inesperadas:


PHOTOGRAPHED BY DIOGO

Quando a minha tia me ofereceu esta camisola da ZARA,
tive algumas muitas dúvidas em relação à cor!
Não sou uma pessoa de amarelos (nem de castanhos, já agora!),
apesar desta ser, ironicamente, a cor do meu curso!
No entanto, tenho de admitir que quando a vesti a achei amorosa e vibrante,
(quase posso jurar que senti um cheirinho a Verão!)
deixando-me logo bem-disposta!
(E tudo o que sirva para me levantar a moral neste momento é bem-vindo!)
Para a estrear, aproveitei um final de tarde mais preguiçoso para dar um saltinho à Foz,
e fotografar junto à praia!
A verdade é que no início não estava a atinar com as poses,
sentia-me despida com as minhas pernas (imperfeitas) ao léu,
e envergonhada com as pessoas que passavam...
mas depois de algum incentivo por parte do Diogo lá relaxei (ufa!)
e acabei por ADORAR estas fotografias!
Fazem-me pensar na contagem decrescente para a minha ida a Santarém para a semana
e nas minhas férias que começam dia 14 de Junho (está quaaaaase!!!).

Ontem (ou terá sido anteontem?) estive a reflectir em relação a isto do amor-próprio,
e cheguei à conclusão do meu título!
De facto, a auto-confiança não é algo que se adquira de um dia para o outro e pronto,
voilá, nunca mais teremos um pingo de insegurança na vida!
Não, não funciona assim!
É algo que se vai conquistando, que sofre recaídas, que tanto tem dias bons como dias maus!
Sim, há momentos-chave nos quais fazemos um clique e há algo que fica para trás:
aconteceu-me comigo com os meus 160 cm de altura, 
que costumavam atormentar-me, mas com os quais fiz as pazes há uns aninhos!
Há outras coisas que ficam adormecidas e se manifestam de quando em vez!
Estou certa que percebem bem o que quero dizer!
Concordam ou convosco é diferente?

Espero que tenham gostado destas fotografias!
Gostaram desta camisolinha,
ideal para este tempo indeciso que se tem feito sentir?

Um grande beijinho e um óptimo fim-de-semana!


Reviewed items (marked as "c/o") were sponsored by the referred brands. The expressed opinions are honest and true.
Clicking or purchasing through some of the links in this post may yield commissions for my blog.

5 comments:

  1. Tão tão gira! A camisola é linda e as fotos estão mesmo bonitas! :)

    http://batomebotasdatropa.blogspot.pt/

    ReplyDelete
  2. Concordo completamente!!! Apesar da minha falta de auto estima raramente se prender a aspectos fisicos, tenho sempre falta de confiança quanto ao meu valor como pessoa, como ser humano, e por mais q me diga q sim, tenho valor e sou uma pessoa com muito a dar e muito a apreciar, constantemente sou assaltada pr dúvidas e certezas de q n sirvo p nada, d q sou a pior pessoa do mundo, a pior mãe do mundo - taaaaaanto - o ser humano mais sem valor q já existiu. Enfim, é mm todo um processo, de reverter aquilo q nos dizemos a nós pp uma vida inteira mas acima de tudo de reverter aquilo q nos disseram nos nossos anos formativos, aquilo q nos forçaram a acreditar de nós pp. Eu acho q vem mto daí, desses anos formativos. Apesar de tudo o resto, eu tb n sou pessoa de amarelos ou castanhos, e é raro gostar de ver em alguém, mas... esta camisola amarela fica-te A MATAR e estas fotos estão ESPECTACULARES. Se te disser q me senti transportada para os meus 14, 15 anos de Elle FRance na mão a ver um certo editorial de moda com a Roberta Chirko, é pura verdade estas fotos lembarm-me tanto a vibe desse editorial, a alegria, o cheiro a verão... amei!!
    https://bloglairdutemps.blogspot.pt/

    ReplyDelete
  3. Preciso dessa camisola na minha vida! É tão bonita. Deverias de usar mais amarelo, fica super bem com a tua cor de cabelo.

    Marli, do My Own Anatomy 🌻

    ReplyDelete

Partilha o que pensas e não te acanhes! ;)
Se fizeres alguma questão directa, eu responderei no post! Para receberes um aviso com a resposta basta clicares em "subscribe by email".

Se preferires, podes contactar-me por e-mail (myfashioninsiderblog@gmail.com) ou através da página do Facebook (sou mais rápida)!

P.S. Aqui há espaço para críticas, mas insultos, ataques pessoais e demais despropósitos não serão publicados!

ShareThis