08 November 2018

Outfits | Ruffled up and the 5 weirdest things that ever happened while photographing for this blog!


Ao fim de quase uma década a tirar fotografias para o blog pelas ruas do nosso país,
a maior parte das quais na mera companhia de um tripé e da minha Canon 1100d,
tenho um sem número de situações caricatas/estranhas/divertidas para partilhar!

Aproveito a publicação de hoje para vos contar as mais estranhas/divertidas!

Espero que gostem:

blue ruffled shirt: c/o SheIn | flared pants: Stradivarius | vinyl boots: Bershka
black coat: Mango | fluffy bag: Parfois | black watch: Cluse c/o relógios.pt

Today’s outfit proves there’s no such a thing as too many ruffles (clothes and chips wise!).
The crisp blue of my shirt from SheIn toned down all the ups and down really nicely and what could be too much rococo ended up being very classic and elegant!

Do you love ruffles too? 

Hope you enjoy the rest of the pictures! 

1. Fui mandada parar pela polícia
Mas não no sentido que estão a pensar. 
Estávamos para aí em 2011 
e eu tinha o estaminé fotográfico todo montado nas traseiras na minha casa, 
quando passa um carro da polícia. 
Eles abrandaram mas não disseram nada. 
Eu, à laia da precaução, despachei o que estava a fazer 
e já estava a caminho de casa quando eles voltaram a passar por mim, 
baixaram o vidro e perguntaram:  
“- Então, menina, estava a tirar fotos?” 
E eu, como era mais que óbvio, assenti. 
E o mais novinho continua: 
“- Ah, e para que é?” 
Entenda-se que estavam com um ar amigável mas, claro, polícia é polícia, 
e ainda não estava 100% certa que não me iam multar 
(na altura isto de fotografar na rua era uma grande novidade em Portugal)... 
E respondi: 
“- Para o meu blog...” 
E eu a pensar, ah, nem devem saber o que isso é... 
Quando o mais novo pergunta 
“- Ah, e como é que se chama?” 
E eu “whaaaat?!” internamente, eu a pensar que ia ser multada e eles claramente descontraídos... Respondi e eles lá seguiram viagem, com um “bom dia”. 


2. Fiquei em lágrimas. E não foi de alegria! 
Um dos momentos mais surreais que vivi enquanto morei em Rio Tinto, 
foi quando um homem da rua onde morava me abordou de forma E-X-T-R-E-M-A-M-E-N-T-E agressiva
dizendo que estava farto de me ver a fotografar por ali 
e que a fachada da casa dele tinha “direitos de autor”...
Foi horrível, ainda lhe tentei fazer ver que me estava a fotografar a mim e não à estúpida da casa
mas ele nem quis saber, disse que fosse fotografar para outro lado, e ameaçou-me... 
Foi a situação mais triste que vivi enquanto blogger...



3. “Estás horrível! Pareces uma criada!” 
Isto foi o que me gritaram umas jovens de uma varanda no dia em que fotografei este conjunto,
 que, diga-se, de “normal” tem muito pouco. 
E continuaram a sessão toda a dizer “estás leeeinda...” e etc. 
Eram miúdas, não liguei muito e continuei a tirar as fotos. 
Pode ser um conjunto piroso, mas fez-me lembrar a Bela d’ A Bela e o Monstro, “so”...


4. O homem dos “bitaites” 

É muito frequente que as pessoas que passam 
e me vêem de comando em riste e tripé no meio da rua, fiquem a olhar e até perguntem, ocasionalmente, se preciso de ajuda, que eu, naturalmente declino. 
Mas houve uma vez que um jovem ficou a “sessão” TODA a mandar bitaites à porta do prédio dele... Perguntou umas mil vezes se precisava de ajuda, mandou palpites sobre a luz, 
sobre a localização das fotos, sobre o facto de estar nublado...”you name it”. 
Eu respondi sempre de forma educada, mas estava morta por terminar, 
uma pessoa perde a naturalidade toda com um “cromo” destes a 2 metros... 


5. “Tenho 81 anos, mas não pense que não sei como isto funciona” 
Também em Rio Tinto (o palco das minhas histórias estranhas mais infelizes), 
fui abordada de forma ameaçadora por uma mulher de avental e dedo em riste
que me veio perguntar porque estava a fotografar a casa da filha, 
que já me tinha visto mais vezes “na rua dela” e que “não podia ser”... 
Atentem que ainda tentei explicar que me estava a fotografar a mim e que 
não se percebia naaaadinha da casa...mas em vão, claro! 
Foi mais ou menos nesta altura que decidi que tinha de sair daquele sítio e mudar de casa.

PHOTOGRAPHED BY ME

Espero que tenham gostado destas minhas histórias - umas mais engraçadas que outras. 
Haveria muitas mais, 
mas acho que aqui já ficam com uma boa noção de alguns dos momentos mais caricatos dos meus últimos 9 anos! 

O conjunto com o qual acompanhei esta rubrica é simples, 
girando em torno dos múltiplos folhos da camisa da SheIn. 
Tentei contrabalançar o aguçado romantismo - e um quê de rococó - da camisa com as linhas simples e rectas das restantes peças!

Gostaram do resultado?

Um enorme beijinho!

Items marked as "c/o" were kindly offered for reviewing purposes. All opinions are my own. 

5 comments:

  1. Gostei muito deste post!
    Beijinhos/ A Filha

    ReplyDelete
  2. Essa blusa é linda!
    Há uns anos atrás também a policia me bateu à porta, à paisana e à procura do meu tio. Eu toda pespineta a fazer o joguinho do como tenho a certeza que são policias e cheia de medo que me levassem o tio. No final, foi por terem assaltado uma casa e terem levado e deixado na casa uma carteira que o meu tio tinha perdido! Que susto!

    ReplyDelete
  3. Que camisa gira :o ficou tão giro o outfit.


    Um beijinho

    ReplyDelete
  4. Já te aconteceu imensa coisa caricata! A mim só mesmo alguns comentários na rua mas como é a minha irmã que me tira fotos pronto, não é nada de especial. Acho que é pior quando somos nós sozinhas com o tripé xd
    Esta lindo este look! Beijinho
    Www.amariarita.com

    ReplyDelete

Partilha o que pensas e não te acanhes! ;)
Se fizeres alguma questão directa, eu responderei no post! Para receberes um aviso com a resposta basta clicares em "subscribe by email".

Se preferires, podes contactar-me por e-mail (myfashioninsiderblog@gmail.com) ou através da página do Facebook (sou mais rápida)!

P.S. Aqui há espaço para críticas, mas insultos, ataques pessoais e demais despropósitos não serão publicados!

ShareThis