15 January 2020

Opinion | Ecologia: os falhanços e vitórias de 2019...e o que quero melhorar em 2020!


A ECOLOGIA é um tema incontornável nos dias de hoje.
Com uma nova década a começar, enfrentamos um ponto de viragem na humanidade:
ou MUDAMOS, ou PERECEMOS.
E se é certo que muita da mudança que é necessária passa por medidas geopolíticas,
é também certo que CADA PASSO CONTA.
Longe vai o tempo em que reciclar bastava.
Reciclar é uma pequeníssima parte daquilo que podemos fazer.
Há muito que podemos melhorar nas nossas escolhas diárias.

Por outro lado, devemos evitar desmoralizar. A ecologia não é 8 ou 80.
É o conjunto de todas as mudanças, das pequenas conquistas que vamos fazendo.
Posto isto, nesta publicação irei reflectir sobre o meu percurso ecológico de 2019,
aquilo que fiz de melhor e pior, e estabelecer o fio condutor para 2020.
Espero que, de alguma forma, vos possa inspirar,
e sirva de base para trocarmos ideias e conselhos entre nós!


OS FALHANÇOS DE 2019

 2019 foi um ano tumultuoso.
Terminei a Especialidade, o que envolveu meses de estudo intensivo,
mudei de casa, de local de trabalho, de cidade...
Tudo isto para introduzir que em 2019 estive longe de ser o paladino perfeito da ecologia.

Aqui estão alguns dos meus “falhanços” ecológicos:

1.
Alimentação
Este foi, para mim, um dos piores campos do ano.
Além de, na sequência do estudo e mudanças,
termos recorrido mais vezes a comida instantânea/"take away" (o que acarreta mais desperdício),
não cozinhei tantas refeições vegetarianas/vegan quantas queria.

Acontece-me algo que tenho a certeza que muitos de vocês vão perceber:
quando estou cansada, sem ideias, com pouco tempo, (…)
malgrado todos os livros vegetarianos de culinária que tenho (tenho de vos mostrar um dia!),
entro em modo "piloto automático" e acabo por confecionar refeições com proteína animal,
que estão embutidas no meu DNA cultural.
Não me orgulho disto, mas é a minha realidade!

Em 2020, quero forçar-me a contrariar isto: planear melhor, não me deixar levar pela preguiça...
e reduzir mais o consumo de produtos de origem animal, 
sobretudo a carne de bovino, que tanto contribui para o aquecimento global.

Objectivo concreto para 2020:
2/3 das refeições que cozinhar serem vegetarianas/vegan.

2.
Produtos "ecológicos" que foram grandes "flops"
Em 2019, num pequeno frenesim, comecei o ano a comprar uma série de produtos “ecológicos”. 
Alguns foram um sucesso. Outros não. Entre estes encontram-se:

- pasta de dentes de carvão activado numa embalagem de vidro: 
para chegar à conclusão, ao falar com a minha dentista, 
que estava PROIBIDA de usar carvão, por ser abrasivo (eu tenho fissuras).

- desodorizante em embalagem de cartão: 
tinha tudo para funcionar...era 100% natural, com aroma de lavanda, mais sustentável...
mas fiz uma reação alérgica e tive de parar de usar (e eu uso alumínio sem problemas!).

- palhinhas de inox: 
encomendei-as alegremente, até partilhei com amigos...
mas a verdade é que nunca andam comigo e em casa não têm propósito algum! 
Um claro exemplo de algo desnecessário!

- rolos de papel reutilizáveis em bambu: 
parecia uma excelente ideia...até perceber que panos fazem muito melhor o serviço de limpeza!

- escovas de limpeza de fibra de coco: 
comprei logo duas, uma para utilizar na cozinha e outra nas casas de banho...
acontece que são muito duras, pessoalmente odeio limpar com elas!

Objectivo concreto para 2020:
Comprar apenas o que for sustentável e fizer sentido, 
investindo em produtos com embalagem reutilizável ou a granel nas mais diversas áreas. 
Evitar “armadilhas sustentáveis"


3.
A iogurteira
Em 2019 compramos uma iogurteira…
que NUNCA...repito...NUNCA!!! foi sequer estreada!

Objectivo concreto para 2020:
Escusado será dizer que quero finalmente dar-lhe uso!!!

4.
Comprar água engarrafada
Um dos meus piores desafios no que toca à sustentabilidade:
sou de uma terra de termas: cresci com fontes de á90gua de excelente qualidade e paladar à mão...
e a água é A minha bebida favorita...excepto se for da torneira!
Não consigo tolerar o sabor, prefiro não beber...
Daí que cá em casa costumamos abastecer-nos de água do Minho quando vamos ao Norte,
reutilizando garrafões.
O problema é quando o "stock" termina e ficamos por Lisboa durante semanas...
Aí, confesso, recorremos, infelizmente, a comprar água engarrafada...

Objectivo concreto para 2020:
PARAR de comprar água engarrafada: 
se não pudermos ir buscar água a uma fonte, 
explorar o filtro que está pré-instalado no nosso apartamento e ver se ajuda no sabor.


5. 
Ainda sobre a água...
No início de 2019, ainda em Valongo,
 tínhamos um vasilhame na casa-de-banho para recolher a água do banho enquanto a água aquecia,
reutilizando-a para lavar o chão...
mas ao longo dos meses fomos perdendo este (bom) hábito e litros e litros de água foram desperdiçados!

Objectivo concreto para 2020:
Recuperar o hábito: estamos a falar de litros de água potável desperdiçada!

VITÓRIAS DE 2019

Nem tudo foram derrotas, em 2019 houve muitos motivos ecológicos para celebrar! 
Deixo aqui alguns dos principiais:

1.
Rendi-me ao copo menstrual Organicup
Já uso este copo menstrual há um ano e não podia estar mais adaptada e satisfeita!
A minha principal motivação para finalmente me render a esta nova forma de encarar o período foi ecológica:
o desperdício que os pensos higiénicos e tampões representam é inegável! Com este copo, anulo 10 anos de desperdício!
Além disso, o copo menstrual é prático, não se sente e é feito com silicone hipoalergénico.


2.
Mais compras ecológicas/a granel/sem embalagem/de produção local
Em 2019 rendi-me ao shampoo sólido e aos sabonetes (adeus gel de banho!),
aos discos desmaquilhantes reutilizáveis e às escovas de bambu, 
para nomear alguns casos de sucesso!

Quando vou às compras, procurei comprar o máximo de produtos a granel,
 de preferência de produção local, desde fruta, massa, sementes e frutos secos…
Por este motivo, o Auchan tem sido a minha loja de eleição!
Relativamente a produtos embalados: 
dei primazia a embalagens em alumínio/papel, sempre que possível! 

Tive ainda oportunidade de testar vários produtos de limpeza da marca portuguesa EcoX,
 feitos a partir de óleo alimentar usado,
 e que podem ser adquiridos a granel em vários pontos do país!


3.
Mais roupa em segunda mão 
Em 2019 continuei a desenvolver o meu conceito de "menos é mais" na moda.
Além de aprimorar o conceito de "Armário Cápsula" (que me limita as compras de roupa), 
comecei a apostar em peças em segunda mão, uma forma mais sustentável de encarar a moda!

Em 2020, quero passar um ano inteiro sem comprar roupa...
a não ser (a título excepcional!) que seja em segunda mão! 
Alguém se junta a mim?

4.
Mais peças de roupa “para sempre”
Também na área da moda, 
para a construção do meu Armário Cápsula para 12 meses escolhi peças com vida longa, 
intemporais, com materiais de qualidade,
 nomeadamente fibras naturais, como lã, caxemira, seda e linho...
2019 foi um ano em que, sim, comprei mais roupa relativamente a outros anos...
mas comprei de forma deliberada e consciente, preferindo qualidade a quantidade! 
Que o digam as centenas de peças que deixaram de ter um lugar no meu armário e foram doadas ou vendidas...

5.
Menos lavagens
A forma como cuidamos da nossa roupa tem impacto ambiental em duas vertentes: 
quanto melhor preservamos e cuidamos a nossa roupa, mais tempo ela dura; 
por outro lado, as nossas escolhas na hora de lavar podem poupar luz, água
 e minimizar a libertação de microplásticos.
Uma das maiores mudanças que implementei foi a de NÃO lavar a roupa em cada utilização, 
optando por colocá-la a arejar, e lavando as peças apenas quando se encontram sujas.

O QUE QUERO MELHORAR EM 2020

Além do que já fui referindo, há alguns pontos concretos que quero trabalhar este ano:

1.
Reduzir o consumo em "stand-by" 
Uma forma simples, mas eficaz de reduzir o nosso consumo eléctrico, 
poupando não só o ambiente como a carteira.

2.
Recusar a papelada da informação médica 
Esta medida é bastante pessoal, uma vez que tem a ver com a profissão. 
Contextualizando: enquanto médica sou visitada todos os dias por vários delegados de informação médica 
que me estendem ANUALMENTE centenas de panfletos, recordatórios, blocos de notas, lembretes e afins... 
Eu e o Diogo acumulamos pilhas gigantes de material, ou, pior!, 
estes documentos vão directamente para a reciclagem!!!, e eu quero eliminar esse desperdício atroz!

3. 
Comprar (ainda) menos embalagens
Em 2020 quero comprar mais a granel, 
sejam produtos alimentares (como leguminosas, que tenho comprado já enlatadas), 
ou de higiene (como dentífrico, por exemplo). 
Para descobrir mais opções quero visitar uma loja a granel brevemente, coisa que nunca fiz.

4.
Fazer mais produtos em casa
o meu próprio leite vegetal, barritas, polpa de tomate, ... 
Fazer o meu próprio leite vegetal, polpa de tomate, barritas, etc é um objectivo de longa data...
e em 20202 quero finalmente colocá-lo em prática!

5.
Eliminar (mais) produtos descartáveis
No ramo da sustentabilidade, uma das coisas que quero abolir da nossa casa...e no dia-a-dia!, 
são os guardanapos de papel! 
Esta última medida é simples, eficaz e evita um desperdício diário!

Ufa, era tudo! 

Fico a aguardar as vossas opiniões, testemunhos e sugestões!
Que medidas adoptam para serem mais sustentáveis? Em que áreas vão trabalhar em 2020? 

Contem-me tudo nos comentários!

No comments:

Post a Comment

Partilha o que pensas e não te acanhes! ;)
Se fizeres alguma questão directa, eu responderei no post! Para receberes um aviso com a resposta basta clicares em "subscribe by email".

Se preferires, podes contactar-me por e-mail (myfashioninsiderblog@gmail.com) ou através da página do Facebook (sou mais rápida)!

P.S. Aqui há espaço para críticas, mas insultos, ataques pessoais e demais despropósitos não serão publicados!

ShareThis